RELEASE

Delavan Moreira

  • História de vida:

Delavan Soausa Moreira, nascido na cidade de Itarantin, localizada na região sudoeste no interior baiano, sendo o primogênito de uma geração de 14 irmãos.

Na infância, via em seu pai um ídolo, o melhor cantor de moda de viola das redondezas e um grande poeta da literatura de cordel. A poética regional do pai o deixava admirado, suas apresentações, despertavam em Delavan cada vez mais encanto pela música sertaneja.  

Em 28 de julho de 1971, aos 17 anos. Em busca de novas oportunidades para que pudesse melhor auxiliar no sustento da família, Delavan mudou-se, como tantos outros nordestinos, para a cidade de São Paulo. Onde depois de se estabilizar profissionalmente, fez questão de trazer consigo os irmãos para morar e trabalhar na capital paulista. Nesse período, com o objetivo de se “tornar alguém”, cursou Administração de Empresas.

Mas é claro, mesmo com tantas obrigações, Delavan sempre achava tempo para cantar e compor. Motivado por amigos e pelos irmãos que viam nele grande potencial musical, resolveu formar uma dupla com seu irmão Luiz Carlos, que também cantava. Nascia ali uma dupla sertaneja, Luiz e Deley (Delavan). 

  • Carreira musical:

Se apresentando em barzinhos e churrascarias paulistanas, com canções como “Fio de Cabelo”,  “Dama da Noite”, “Telefone Mudo”… Entre outras, a dupla tornava-se conhecida no meio artístico e prosseguia com sucesso cada vez maior, a voz diferenciada dos cantores era inconfundível. Foram comparados a grandes artistas da época, por exemplo de: Milionário e José Rico;  Teodoro e Sampaio, Trio Parada Dura e outros…

Enxergando neles grande potencial na dupla, em 1988, uma conceituada gravadora paulista os convidou para gravar um LP com nove faixas com composições próprias. O que deixou os irmãos Moreira bastante entusiasmados, pois viam ali a chance de crescer no mundo artístico.

Mas infelizmente, quando esse sonho estava próximo de se realizar, uma tragédia aconteceu.  Prestes a gravar o primeiro LP da carreira, a dupla perdeu um dos irmãos, brutalmente assassinado, e quando a dor já tomava conta, a caminho do velório, que acontecia na Bahia na cidade de Itarantin, Luiz acabou sofrendo um grave acidente, foi fatal.

Movido pela dor, completamente abalado com a tragédia, Delavan, depois de perder dois irmãos de uma só vez, resolveu dar um tempo na carreira musical. Alguns anos depois, decidiu retornar à sua cidade natal, por volta do ano de 1989, para dedicar-se à família e de seus negócios. Dando início a uma nova etapa, virou empresário do setor de máquinas agrícolas e fazendeiro. Mas, Delavan não para por ai, retorna a São Paulo, por volta dos anos 90, expandindo seus negócios para o ramo de transporte e informática. Em 2003, abrangiu ainda mais seus negócios juntamente a outros grandes empresários. Expandindo seus negócios, sempre priorizando suas raízes, com sangue sertanejo correndo nas veias, Delavan voltou a ter inspiração para compor e cantar.

  • A Retomada musical:

Retomando aos poucos, e se entregando ao dom da musica novamente, Delavan compôs mais de cem canções que tratam de sentimentos, histórias da vida cotidiana, isso tudo em um repertório diferenciado, com estilo romântico e um balanço apaixonante. Um sonho que foi calado por anos, enfim foi realizado. Gravou um CD com canções inéditas todas de sua autoria, para presentear o público amante da boa música sertaneja.

  • Escolha do repertório:

Por ser o primeiro trabalho concretizado na música depois de tudo o que lutou e passou para realizar o sonho, Delavan selecionou com todo o cuidado suas músicas preferidas, aquelas que ele sabia, que seriam capazes de tocar a alma de quem as escutassem, presenteando assim o público, com as faixas como: Segredos de dois Amantes; Profissão de Advogado; Propositalmente; Não vou Pedir para Ela Voltar; Achei um Tesouro; Vai Boiadeiro; O Amor Não Tem Limite; entre outras, formando assim uma bela coletânea de 14 novas canções.

Resiliente, assim ele diz: “Nada melhor do que o tempo para curar as feridas e apagar as tristezas e decepções que a vida nos impõe”. Disse ele, confirmando que a música e a poesia estão presentes no seu DNA.

Vale a pena conferir e se deixar levar, por essa linda história transformada em canções!